Um recorde holandês e outro igualado na Swim Cup de Eindhoven

  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Em Eindhoven disputou-se a “SWIM CUP”, uma competição que costuma reunir um bom leque de figuras da natação mundial, mas que este ano não foi muito bem acolhida e praticamente só teve a participação dos melhores nadadores holandeses, com alguns nadadores eslovenos, austríacos, checos, portugueses e escoceses.

Um recorde nacional holandês, e um outro igualado, prestigiaram a competição. O primeiro foi para a jovem Tes Schoutsen, 18 anos, que se impôs nos 100m. bruços com uns bons 1,06″96 (8ª MMMA). O segundo, só igualado, foi para Arjan Knipping, que ganhou os 400m. estilos com 4,15″38, igualando o velho recorde de Marcel Wouda dos Europeus de Sevilha, de Agoste de 1997.

O resto de resultados foi o seguinte:

MULHERES. LIVRES. Bons duelos entre Ranomi Kromowidjojo e Femke Heemskerk nos 50 e 100m.; nos 50m. com vantagem da primeira, 24″48 (5ª MMMA) por 24″67, e 24″89 de Kim Busch; nos 100m., com um empate entre as duas, 53″49 (7ª MMMA), depois que Heemskerk dominara na viragem (25″68 por 26″15), mas sem poder conservar a sua vantagem; o terceiro lugar foi para Busch, 54″50, com Marjolein Delno quarta, 54″85. Vitória de Robin Neumann nos 200m., 1,59″27, com outras duas mulheres nos 1,59″.

Nas provas longas, três vitórias eslovenas: nos 400m., de Anja Klinar, 4,12″91, nos 800 e 1.500m. de Tjasa Oder, com 8,39″86 e 16,23″34.

COSTAS. Kira Toussaint venceu nos 50m. com 27″98, ajustadamente por diante de Maaike de Waard, 28″00. Nos 100m., bons os 59″66 da checa Simona Kubova, por diante de De Waard, 1,00″55. Dupla para Kubova, que também se impôs nos 200m. com 2,11″76.

BRUÇOS. Na prova curta, segunda vitória para Tes Schouten com 31″00.Muito discretos os 2,30″10 da austríaca Elena Guttmann nos 200m.

MARIPOSA. Vitória de Maaike de Waard nos 50m., 26″03, por diante de Ranomi Kromowidjojo, 26″07. Discretos os 58″43 da alemã Lisa Höpink nos 100m., enquanto na prova longa, viu-se uma outra vitória eslovena, por Ajna Klinar, com 2,11″84.

ESTILOS. A alemã Zoe Vogelmannmse impôs-se na prova curta com 2,14″44. Vitória checa na prova longa, com os 4,48″98 de da checa Kristyna Horska.

HOMENS. LIVRES. Não se baixou dos 22″ nos 50m., com vitória de Jesse Puts, 22″16, por diante de Thom de Boer, 22″22. Vitória de Kyle Stolk com 48″80 (com uns melhores 48″51 nas eliminatórias), por diante dos italianos Santo Condorelli, 49″28, e Thomas Ceccon, 49″32. Nos 200m., bons os 1,47″80 de Maarten Brzoszowski, por diante de Dion Dreesens, 1,48″63, com dois outros homens nos 1,48″.

Nas provas longas, tripla do italiano Domenico Acerenza, impondo-se com marcas mais bem discretas : os 400m. com 3,49″10; os 800 com 7,53″41, e os 1.500m. com 15,07″73.

COSTAS. Vitórias para o italiano Thomas Ceccon com 25″16 nos 50m., e 54″43 nos 100m., por diante do checo Tomas Franta, 54″64. Este último, sem chegar a baixar dos dois minutos, impôs-se nos 200m. com 2,00″22.

BRUÇOS. Discretas as três provas, com os 27″66 de Ties Elzermann nos 50m., e dois austríacos nos 100 e 200m., com Valentin Bayer, 1,01″24, e Christopher Rothbauer, 2,11″82.

MARIPOSA. Dupla de Mathys Gosen, que se impôs nos 50 e 100m. com 23″48 e 52″20; nos 50m. por diante do italiano Ceccon, 23″58; nos 100m. por diante de Joeri Verlinden, 52″44. Na prova longa, bem o alemão David Thomasberger com os seus 1,57″01.

ESTILOS. Não se baixou dos dois minutos nos 200m., ainda que não se aproximou do italiano Alberto Razzetti com os seus 2,00″45, por diante de Arjan Knipping, 2,00″98. O segundo lugar da prova longa, por trás do recorde já mencionado, foi para o austríaco Patrick Staber, com 4,18″20.

Créditos da foto: Swim Cup

Comentários