Só três espanhóis conseguiram mínimos para os Mundiais

  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Só três nadadores conseguiram os mínimos necessários para participar nos Mundiais de Coreia do Sul, sem chegar aos entre oito e doze que se esperava conseguir por parte da DT da Federação. As três nadadoras são: Mireia Belmonte, nos 800 e 1.500m. livres e nos 400m. estilos (falhando, em troca, nos 400m. livres, 200m. mariposa e 200m. estilos); Marina Garcia nos 200m.bruços, e Jimena Perez nos 1.500m, livres. Os que se esperava conseguiriam também a sua classificação são: Jèssica Vall (100-200m. bruços), Africa Zamorano (200m. costas), Hugo González (100-200m. costas e 200-400m. estilos), Joan-Lluís Pons (400m. estilos), Miguel Duran (200-400-800m. livres)

A competição foi realmente muito discreta (eu diria, que foi a pior edição das vinte que se disputaram como OPEN), não só pelos poucos nadadores classificados para os Mundiais, senão, sobretudo, pelos poucos nadadores que estiveram nas suas marcas habituais.

Os resultados mais destacados foram os seguintes:

MULHERES. LIVRES. Vitórias de Lidon Muñoz com discretos 25″49 e 55″23 nos 50 e 100m.; da belga Valentine Dumont nos 200m., 1,59″98 (Melanie Costa, 2,00″39 como primeira espanhola), e Mireia Belmonte nos 400, 800 e 1.500m., 4,09″56, 8,32″29 e 16,30″20.

COSTAS. Para Paloma de Bordons, 28″67, os 50m., enquanto Africa Zamorano ganhava os 100 e 300m. com 1,01″74 e 2,09″63.

BRUÇOS. Nos 50m., vitória para outra belga, Fanny Lecluyse, 31″47 (nas meias-finais, recorde de Espanha para Jessica Vall, com 30″89, anterior já seu com 31″10 de Abril do 2018), enquanto esta última ganhava os 100m., 1,08″47, e Marina Garcia ganhava os 200m., 2,25″35.

MARIPOSA. Judit Ignacio ganhou os 50 e 100m., 27″27 e 59″92, com os 200m. para Belmonte, 2,11″05.

ESTILOS. Duas outras vitórias para Belmonte, com 2,14″41 nos 200m., e 4,36″09 nos 400m.

HOMENS. LIVRES. Vitória na prova curta para Bruno Ortiz-Cañavate com 22″79; do venezolano Cristian Quintero nos 100m., 49″52 (com Ortiz-Cañavate, 49″53, e Moritz Berg, 49″77, únicos espanhóis que baixaram dos 50″); de Miguel Duran nos 200, 400 e 800m, com 1,48″88, 3,49″11 e 8,00″92, enquanto Albert Escrits ganhava os 1.500m. com 15,18″28.

COSTAS. Nos 50m., vitória de Juan Fco. Segura, 25″13, e duas vitórias para Hugo González, nos 100m. com 55″39, nos 200m. com 1,58″62.

BRUÇOS. Sergio Ortega impôs-se nos 50m. com 27″98, com Joan Ballester vencendo nos 100m., 1,02″58, e 2,13″66.

MARIPOSA. Repartição de vitórias nesta especialidade, com José Manuel Valdivia nos 50m., 23″88; Alberto Lozano nos 100m., 53″34, e Fco. Javier Chacon nos 200m., 1,58″10.

ESTILOS. Hugo Gonzalez se impôs nos 200m. com 2,02″29, enquanto Chacon ganhou os 400m. com 4,17″98.

Comentários